Siga o JusTocantins

Dica: Como aplicar o saldo do 13º salário. Série final sobre finanças da família em 2017

Rogério Lopes, colunista JusTocantins - 27/10/2017

Ratifico o comentário do texto publicado neste site em 20/10/2016, cujo o tema é similar, leia no link http://www.justocantins.com.br/rogerio-lopes-36795-fim-de-ano-a-vista-familias-atentas-no-consumo-orcamento-familiar-em-acao-13-salario.html.

Insiro como complemento as perguntas: Como foi aplicado o 13º de 2016 (memórias), e como seria se tivesse poupado para dificuldades ou oportunidades?

Lembrando que os princípios de poupar são “uso o dinheiro para dificuldades ou oportunidades - DO”.

Outra lembrança, finanças da família visa continuidade. Continuar são aspirações de pessoas, comunidades, organizações e países,  por isso discutimos em 2017 o tema finanças com vontade de continuar bem.

Nesse intervalo de pensamento, comentei o tema deste artigo com 20 pessoas para agregar valor no que deveria ser escrito, e chamou a atenção foi três (3) comentários especiais:

1 – “não estou preocupado de como vou utilizar meu 13º;

2 – vou aplicar com os festejos de final de ano;

3 – irei liquidar dívidas e tributos de 2018.

Evidente, o leitor que nos acompanha em textos sobre finanças da família nesta mídia tem conhecimento que sou tradicional no uso do dinheiro, e me agradou o 3º comentário, “vou liquidar dívidas e tributos de 2018”, mas aceito qualquer que seja o comentário, mas nem tudo oriento a meus clientes.

O momento e canal de conhecimento não são apropriados para criticas sem conhecimento dos porquês das respostas do questionamento, mas lembro que faltam dias para 2018, para muitos vai ser ano novo de oportunidades e dificuldades - OD.

No meu caso, uso do 13º assim: 70% em pagamento de tributos (IPTU, IRRF, IPVA, Multas, tarifas, Seguro veicular, Conselho profissional, outros), e 30% não revelo.

Comento que devemos agregar valor no uso do 13º, busque e vise benefícios para seu uso. Tenho apresentado às famílias que temos que nos empoderar, isso mesmo, poder. Ora o dinheiro é seu, a responsabilidade do uso e desfruto é sua, mas todos os membros das famílias são entrelaçados quando aplicamos precipitadamente nossos recursos.

Contudo, o dinheiro gera sensação satisfação, segurança e mando - SSM, por isso apresento os 6 “SE”;

1 – se presentear for benefícios, presenteie;

2 – se comprar bebidas e alimentos sazonais para o período natalino for o caso, compre;

3  - se pagar dívidas acumuladas for legal, pague;

4 – se economizar for oportuno, economize;

5 – se ajudar terceiros for top, ajude;

6 – se apenas gastar for satisfação e mando gaste.

Estes 6 “se”, mostram a responsabilidade e poder que seu 13º têm, considerando que sua família está envolvida com os benefícios ou prejuízos do uso do dinheiro, reflita nisso.

Boas festas, feliz natal e 2018 com alegria.

Deus abençoe a todos.

ROGÉRIO LOPES, é crente em Jesus Cristo, Facilitador em Finanças da Família, Administrador de Empresas, Especialista no Agronegócios,  Corretor de Imóveis,  Perito Avaliador Imobiliário e Escritor de Artigos.  rogelopes@bol.com.br  

COMENTÁRIOS

 Nome:
 E-mail:
 Texto:
Comentários (0)
  • Nenhum comentário publicado.

Receba as novidades do portal JusTocantins em sua caixa de entrada. Basta informar um e-mail válido no campo abaixo e cadastre-se:

Copyright © 2017 JusTocantins. Todos os direitos reservados.