Siga o JusTocantins

Avanço em finanças da família, ação possível ou apenas um diálogo textual ?

Rogério Lopes* - 31/01/2018

Muitos conhecem a anedota do beija flor que estava sozinho tentando apagar um incêndio na floresta onde vivia, quando o amigo elefante o orientou de fugir, o pássaro disse que ia continuar tentando.

            Em finanças da família digo, continue e horizontes vão ser visualizados.

            É bem verdade que alta ou baixa de preços também depende de nossas atitudes (comportamento).

            Podemos esperar com o avanço (sentido de esforço e estudo) em finanças alguns prêmios a seguir:

A - o gaste bem pela satisfação plena do consumo (preço justo; condição ideal de pagamento, capacidade de liquidação mensal, etc.);

B -  conhecer, reconhecer e interferir (intervenção consciente), no uso do dinheiro da família;

C - priorizar e orientar o uso do dinheiro;

D - incluir a mudança comportamental (hábito de consumo), como aliada em prol ao consumo consciente;

E – por fim, consumo responsável e sustentável. (contínuo)

            Por isso, avance em finanças.

            Nesse pensamento, qual sua experiência em finanças da família para este ano?

No meu caso, estou sempre no limiar do assunto. Isso motiva a pesquisa, degustação e ação.

            Evidente que como no caso do beija flor, elefantes irão tentar barrar suas boas ações com vistas ao bom uso do seu dinheiro.

            Continue voando. (passe por cima)

            Finanças pessoais, Educação financeira e Orçamento familiar, são assuntos distintos e complexos, pois podem alterar ou alertar o comportamento de consumo, frente às demandas escassas das famílias, ou seja sua vida financeira.

Cuidados com os elefantes, seja símplice e corajoso, enxergando horizontes possíveis. (parabéns beija-flor)

            Especialistas em economia estão acelerados numa crise nacional sem precedentes, muitos ganham com esta imagem pavorosa, mas, não comentam ou esquecem que nosso país (lindo Brasil), qualquer semente plantada nasce, pois temos terras férteis, povo inteligente, alegre, trabalhador e experiente em crises.

            Percebo horizontes e oportunidades. Tenha um olhar construtivo dos acontecimentos, com a clareza da existência de problemas estruturais nos lares e nação, isso mesmo, ação Brasil.

            Em nossos atendimentos em finanças, a tentativa principal é “empoderar” as famílias em gerenciar suas finanças com determinação e objetivos palpáveis, pois, percebemos perdas no processo de benefícios no gasto do dinheiro.

            Como é natural em um dialogo sobre avanço pessoal e coletivo em finanças, segue algumas dicas triviais:

- poupar; (poupamos dinheiro para uso em oportunidades ou dificuldades)

- viva o momento conforme a renda; (seja paciente com seu plano de ação)

- planejamento financeiro;

- prudência; (é uma qualidade de quem age com moderação, não compre hoje, pense, pechinche, repense e compre)

- geração de renda. (pratique seus conhecimentos (habilidades/aptidões), preste serviços a terceiros, como, quanto, quando e onde é contigo).

            Concluindo, responda ou qual sua resposta: Avanço em finanças da família, ação possível ou apenas um dialogo textual?

            Deus abençoe.

 

Rogério Lopes, é crente em JESUS CRISTO, Facilitador em Finanças da Família, Administrador de Empresas, Especialista no Agronegócios,  Corretor de Imóveis,  Perito Avaliador Imobiliário e Colunista do site JUSTOCANTINS.  rogelopes@bol.com.br

COMENTÁRIOS

 Nome:
 E-mail:
 Texto:
Comentários (0)
  • Nenhum comentário publicado.

Receba as novidades do portal JusTocantins em sua caixa de entrada. Basta informar um e-mail válido no campo abaixo e cadastre-se:

Copyright © 2018 JusTocantins. Todos os direitos reservados.