Uso do 13º salário. (5ª visão da riqueza)

Rogério Lopes* - 06/11/2019

Regulamentado pelo Decreto 57.155, de 3 de novembro de 1965 e alterações posteriores, veio apoiar as finanças pessoais do brasileiro no respiro final de cada ano.

A meu ver o 13º salário é uma benção e conquista do trabalhador público e privado, sejamos gratos.

Antes de adentrar no assunto do artigo, peço a cada leitor que pense pelo menos 10 minutos, como foram suas finanças nesses 10 meses passados de 2019, quais os pontos positivos e negativos, não esquecendo de fazer o mapa por escrito do que deu certo ou errado, para possíveis correções de curso.

Conquistas, desafios e falhas de lado, sou categórico na sugestão tradicional de que você poupe 70% do seu 13º salário, haja vista que o 1º trimestre de 2020, está repleto de tributos, taxas, faturas de final de ano a pagar, materiais escolares a comprar, pagamento de conselhos de classe e outras despesas já esperada para o inicio do ano que vem. Portanto seja prudente.

Invista 30% do seu décimo com sensatez em confraternizações e lembranças de fim de ano, haja vista que 2019 está sendo de muitas instigações no uso do dinheiro, todos merecem alegrar-se.

Aspiro a todos que em 2020, suas finanças estejam balizadas com o equilíbrio constante e positivo no quesito receita e despesa, planejamento por objetivos, trabalho bem remunerado e sucesso.

Não posso finalizar sem um causo de minha autoria:

“A flauta cantante. Num mundo surreal, onde os instrumentos tinham vida, a flauta como eu e você cresceu em todos os sentidos. Como um dos fatores do crescimento é a responsabilidade, ela teve que tomar decisões no final do ano de como iria gastar o décimo terceiro. Nisso, pediu apoio a seus familiares e amigos, que por sua vez também tinham que tomar inúmeras decisões. A decisão tomada foi a seguinte: Vou esperar todos os que consultei nas suas decisões e aguardar a melhor, assim sigo tal orientação para que gastemos nosso dinheiro, falou a flauta cantante para seus familiares.”

Espere, você tem responsabilidades em 2020.

            Deus os abençoe!

 

*Rogério Lopes, é crente em JESUS CRISTO, facilitador em Finanças da Família, Administrador de Empresas; Especialista no Agronegócios; Articulista em Negócios; corretor de imóveis; perito avaliador imobiliário e colunista do site JUSTOCANTINS.  [email protected]

 

COMENTÁRIOS

 Nome:
 E-mail:
 Texto:
Comentários (0)
  • Nenhum comentário publicado.