PF investiga caso de divulgação de estupro de crianças na deepweb em São Paulo

PF deflagra Operação Toca da Onça para apurar distribuição de imagens de violência contra crianças produzidas em São Paulo.

 

A Polícia Federal deflagrou hoje (4/8) a Operação Toca da Onça, para investigar um caso distribuição de imagens na deepweb de estupro de crianças, em São Paulo. A ação desencadeada hoje é resultado de cooperação policial internacional para a repressão à crimes de exploração sexual de crianças e adolescentes na internet e ao estupro de vulneráveis. O principal investigado foi preso na ação.

Segundo informe produzido pela sede da INTERPOL em Lyon/França, um fórum da deepweb foi usado para a publicação de cenas de estupro de duas crianças que aparentemente estariam na Zona Leste da cidade de São Paulo/SP. Com avançadas técnicas de investigação cibernética, a Polícia Federal brasileira teve êxito em identificar o responsável pelos estupros gravados e exibidos na rede mundial de computadores. Trata-se de um brasileiro de aproximadamente 40 anos.  Os atos ocorreram no início deste ano, e as vítimas são duas crianças de 3 e 5 anos, ambos filhos de uma parente.

O crime de publicação de imagens de pornografia infantil prevê pena de 3 a 6 anos de reclusão. Já o estupro de vulneráveis prevê de 8 a 15 anos de prisão.

Haverá coletiva, às 10h30 h, na sede da Superintendência da PF em São Paulo (rua Hugo D’antola, 95).

Comunicação Social da Polícia Federal em São Paulo - 04/08/2020

COMENTÁRIOS

 Nome:
 E-mail:
 Texto:
Comentários (0)
  • Nenhum comentário publicado.