Siga o JusTocantins

Fazer a Diferença

Prof. Dr. Túlio Jorge R. de M. Chegury - Advogado, colunista do JusTocantins - (63) 8404 74 84 Operadora Vivo - 06/01/2018

Iniciou-se mais um ano. Passaram-se as festas de fim de ano, onde todos estiveram no convício de familiares e amigos íntimos confraternizando-se.

Muitos reclamam que o ano de 2017 não foi um ano positivo, mas, tenho que discordar destes pessimistas de natureza. O ano que findou foi de grandes avanços e conquistas, talvez algumas tímidas, outras medianas, mas mesmo assim de conquistas e vitorias.

Sou um otimista por natureza e opção, afinal de contas, entendo que somos nós que devemos fazer a diferença e não esperar que uma dadiva divina e celestial caía em nosso colo, ou, por simplesmente orarmos, que seremos atendidos. Devemos arregaçar nossas mangas e irmos à luta, pois somente assim o Pai Criador fará sua obra acontecer.

A grande maioria da população acredita piamente que o governo e os políticos é que devem fazer algo para a melhoria da sociedade, que são eles que devem fomentar o crescimento econômico e automaticamente propiciar empregos e renda à sociedade. Estão erradas estas pessoas.

Advogo que cada individuo deve fazer sua própria diferença, lutar por seus objetivos, agarrar suas oportunidades e não apenas esperar que o governo e os políticos irão realizar algo.

Acredito no capitalismo pleno e puro, onde o trabalho, os esforços individuais é que movem a sociedade e com certeza o Estado. Não é o contrário.

São as empresas, indústrias, e cada um dos cidadãos que pagam impostos que geram a riqueza de nossa nação. É através da fomentação do empreendedorismo e do incentivo de cada pessoa que o dinheiro circula, trazendo empregos, crescimento, e demais consequências em prol da sociedade como um todo.

Infelizmente grande parte das pessoas não pensam desta maneira, ao contrário, pensam que o Governo e os políticos é que são a taboa de salvação de todos nós, quando na verdade são estes que destroem tudo o que lutamos por construir. Tal prova de que os políticos e o Governo destroem tudo é justamente o desmantelamento de vários esquemas criminosos envolvendo a grande maioria de políticos e gestores públicos, digo gestores não apenas do Executivo, mas também membros do Legislativo e até mesmo do Judiciário, afinal a corrupção movimenta uma grande máquina em todas as esferas do poder.

Este ano de 2018, inicia-se já com grandes questões políticas, dentre elas o prosseguimento da operação Lava Jato, que estão a todo o custo tentando destruí-la; a soltura de pessoas envolvidas em grandes esquemas de corrupção, lavagem de dinheiro, entre outros ilícitos, além da grande movimentação do julgamento pelo TRF4 do envolvido número Um, o já condenado Luis Inácio Lula da Silva.

Teremos um ano repleto de fatos que irão envergonhar mais ainda a nação, além de uma eleição vindoura, onde todos irão querer serem candidatos e farão de tudo para serem reeleitos ou eleitos, pois necessitam do foro privilegiado.

Alguns irão querer rebatar meus argumentos pró capitalismo, afirmando que não apenas políticos e governantes estavam no esquema, mas também empresários e outras pessoas. Realmente existem empresários e investidores envolvidos. Mas quem será que é o sujeito ativo desta relação, ou todos se revezam entre ativos e passivos, gerando uma grande suruba da corrupção?

Mesmo assim acredito no capital, no empreendedorismo, e acredito mais ainda que devemos passar nosso país a limpo, de cima a baixo, em todos os poderes, em todas as esferas. Podemos fazer isto. Mas para tanto, devemos primeiro nos policiar, e em nossos tribunais da consciência, julgarmos se somos também culpados ou não. Mas, ao final, mesmo que auto condenados, por nós mesmos, devemos modificar nossas atitudes e exigirmos uma limpeza geral. Uma das formas é sermos mais éticos em nossas atitudes e julgamentos, para que nas eleições vindoura votemos de forma a buscarmos melhorias para a sociedade como um todo.

Vamos fazer um pacto?

Nas eleições votem apenas em políticos que não possuam qualquer processo criminal, não votem em políticos que já tenham sido condenados, não votem em políticos profissionais e nem mesmo em políticos em que toda a família seja de políticos. Vamos fazer uma limpeza geral e assim, quem sabe, não mais iremos pensar que apenas o Governo e os políticos podem fazer algo em prol da sociedade, mas que passemos a acreditar que individualmente podemos fazer a diferença, e que podemos crescer como empreendedores, investindo no capital humano, para não mais precisarmos destes vampiros sugando o sangue dos homens que trabalham e lutam em prol de um Brasil melhor e mais punjante.

 

COMENTÁRIOS

 Nome:
 E-mail:
 Texto:
Comentários (0)
  • Nenhum comentário publicado.

Receba as novidades do portal JusTocantins em sua caixa de entrada. Basta informar um e-mail válido no campo abaixo e cadastre-se:

Copyright © 2018 JusTocantins. Todos os direitos reservados.