Deputados buscam acordo entre governo e servidores da Educação

A intermediação de deputados no dissenso entre servidores da Educação em greve e o Governo do Estado é o resultado da audiência pública realizada nesta quinta-feira, dia 10. Imediatamente após o evento, ocorrido durante reunião da Comissão de Educação, Cultura e Desporto, um grupo de parlamentares e sindicalistas se dirigiu ao Palácio Araguaia para buscar uma saída. A audiência foi presidida pelo deputado Wanderlei Barbosa (Solidariedade) e proposta pela parlamentar Josi Nunes (PMDB).

Na reunião, representantes dos grevistas demonstraram descontentamento com a proposta do Executivo enviada a esta Casa de Leis, a Medida Provisória nº 11. Para o secretário de Políticas Sociais do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Tocantins (Sintet), Carlos Furtado, a MP desrespeita a categoria por desprezar uma pauta que tem sido negociada há dois anos.

Já o presidente da regional de Tocantinópolis do sindicato, Cléber Borges, apresentou outras reivindicações, como alinhamento entre as tabelas dos vencimentos da Educação com as de outras classes, definição de critérios específicos para nomeação de diretor de escola pública.

Os deputados foram unânimes em manifestar apoio aos grevistas, mas deixaram claro que a prerrogativa constitucional da iniciativa da matéria é do Executivo. (Glauber Barros) 

Assembleia Legislativa do Tocantins, Foto: Benhur de Souza - 11/04/2014

COMENTÁRIOS

 Nome:
 E-mail:
 Texto:
Comentários (0)
  • Nenhum comentário publicado.