Siga o JusTocantins

Comissão mista analisa parecer de MP que transfere imóveis do INSS para a União

Câmara Notícias - 06/12/2018

A comissão mista que analisa a Medida Provisória 852/18, que transfere para a União cerca de 3,8 mil imóveis do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), reúne-se hoje para discutir o parecer do senador Dário Berger (MDB-SC). A MP também acaba com o fundo da extinta Rede Ferroviária Federal (RFFSA), o que libera outros imóveis para a venda.

relatório foi apresentado nesta quarta-feira (5) e, após pedido de vista, a sessão foi suspensa. Os deputados e senadores apresentaram 47 emendas ao texto. Dessas, 28 foram acatadas pelo relator. Ele explicou que manteve o eixo principal da medida, que trata da transferência de imóveis e da extinção do Fundo Contingente da RFFSA, mas procurou aprimorar vários pontos para garantir eficiência à política de gestão patrimonial.

De acordo com o Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, os imóveis do INSS somam R$ 6 bilhões. Administrados pela Secretaria do Patrimônio da União (SPU), a ideia é que sejam alienados e contribuam para a redução do deficit previdenciário.

Já os imóveis da extinta RFFSA, com valor estimado em R$ 1,4 bilhão, poderão ser vendidos, doados ou cedidos pela SPU para obras de infraestrutura, saúde e educação em municípios e para programas sociais como o Minha Casa, Minha Vida. Ainda segundo o Ministério do Planejamento, a SPU poderá contratar instituições financeiras oficiais e empresas privadas que ficarão responsáveis pela constituição, administração e gestão de fundo de investimento imobiliário a ser composto com propriedades da União.

A reunião da comissão mista está marcada para as 15 horas, no plenário 2 da ala Nilo Coelho, no Senado

ÍNTEGRA DA PROPOSTA:

COMENTÁRIOS

 Nome:
 E-mail:
 Texto:
Comentários (0)
  • Nenhum comentário publicado.

Receba as novidades do portal JusTocantins em sua caixa de entrada. Basta informar um e-mail válido no campo abaixo e cadastre-se:

Copyright © 2018 JusTocantins. Todos os direitos reservados.