Pleno do Tribunal de Justiça aprova moção em homenagem à PGJ

O presidente do Tribunal de Justiça, Helvécio Maia, propôs e foi aprovado por unanimidade, pelos integrantes do Pleno, nesta quinta-feira, 3, uma moção de reconhecimento à atuação da procuradora-geral de Justiça, Maria Cotinha Bezerra Pereira. A homenagem foi prestada na última sessão do Pleno a que ela compareceu representando o Ministério Público do Tocantins (MPTO), já que a sua gestão se encerra no próximo dia 14.


Ao justificar a proposição, o presidente do TJ avaliou: “A drª Maria Cotinha teve uma atuação brilhante e estabeleceu um relacionamento excelente com o Poder Judiciário, o que faço registro”, disse ele, agradecendo o apoio institucional prestado pelo MPTO às demandas do Poder Judiciário, durante a gestão.  


Os demais integrantes do Pleno prestaram homenagem à PGJ, relembrando sua trajetória e destacando sua competência, firmeza e serenidade no exercício das funções ministeriais.


Maria Cotinha agradeceu aos desembargadores e juízes convocados, pela acolhida e pelas experiências partilhadas. “Estou à frente do Ministério Público cumprindo mandato complementar de um ano. Apesar de curta, tem sido uma experiência vigorosa, edificante, que muito agrega aos meus 30 anos de vivência ministerial. Tomar assento nas sessões do TJ, ao lado do presidente desta Casa, dialogando com todos, foi uma parte significativa deste trabalho de procuradora-geral de Justiça”, considerou a PGJ.
 

Na condição de procuradora de Justiça, ela prosseguirá atuando junto ao TJ nas sessões das câmaras.
 

Despedida no CNPG 
Nesta quinta-feira, Maria Cotinha Bezera Pereira teve também a sua última participação em sessão do Conselho Nacional de Procuradores-Gerais (CNPG), oportunidade em que se despediu e teve sua atuação reconhecida pelos integrantes do colegiado.


Sobre a participação nas sessões do CNPG, ela avaliou: “Apesar do distanciamento imposto pela pandemia da Covid, ainda assim me foi possível conhecer pessoas maravilhosas, em atuações pujantes à frente dos MPs nos seus estados, de realidades socioeconômicas diversas, mas todos comungando do amor e dedicação pelo Ministério Público.” (Flávio Herculano)

Flávio Herculano, MPE Tocantins - 04/12/2020

COMENTÁRIOS

 Nome:
 E-mail:
 Texto:
Comentários (0)
  • Nenhum comentário publicado.