Procurador-geral da República designa Comissão de Instalação do Gaeco Federal em Goiás e no TO

Por meio da Portaria PGR/MPF 581/2021, o procurador-geral da República Augusto Aras, designa, até 31 de dezembro de 2021, Comissão Provisória de Instalação do Gaeco Federal em Goiás. A Comissão tem o objetivo de promover a instituição e a instalação definitiva do grupo em Goiás, exercendo suas atribuições até a instalação definitiva. Também foi assinada na sexta-feira (24),  portaria que tratam da instalação de Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado no âmbito do Ministério Público Federal (Gaeco/MPF) no Tocantins. As portarias são a primeira etapa para instalação dos órgão.

De acordo com a portaria, a Comissão deverá definir o planejamento estrito de objetivos e resultados do Gaeco/MPF/GO, com a definição de prioridades, plano de ação, diretrizes e planejamento de operações. Foram designados para integrar a Comissão Provisória os procuradores da República Helio Telho Correa Filho e Raphael Perisse Rodrigues Barbosa.

Tocantins – No caso do Tocantins, Augusto Aras distribuiu, temporariamente, até 31 de dezembro de 2021, Ofício Especial para a Procuradoria da República no estado e determinou a sua instalação como Ofício de Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado no âmbito do Ministério Público Federal no Tocantins (Gaeco/MPF/TO).

Segundo a Portaria PGR/MPF 585/2021, o Ofício Especial tem o objetivo de fazer levantamento sobre o crime organizado no estado do Tocantins e análise da viabilidade de instalação do Gaeco/MPF/TO. O procurador da República Higor Rezende Pessoa foi designado para ser o titular do Ofício Especial.

Íntegra da Portaria PGR/MPF 581/2021
Íntegra da Portaria PGR/MPF 585/2021

Redação JusTocantins (com informações da Ascom) - 27/09/2021

COMENTÁRIOS

 Nome:
 E-mail:
 Texto:
Comentários (0)
  • Nenhum comentário publicado.