MPE investiga condições de funcionamento de delegacias na região norte do Estado

A investigação atinge as delegacias de sete municípios

Em virtude do número insuficiente de delegados, escrivães, agentes civis e outros servidores públicos, o Ministério Público do Estado (MPE), por meio da 3ª Promotoria de Justiça de Araguaína, instaurou inquérito civil para apurar irregularidades e deficiências no funcionamento de Delegacias de Polícia dos municípios de Araguaína, Muricilândia, Nova Olinda, Santa Fé do Araguaia, Aragominas, Carmolândia e Araguanã, ou seja, todas que compõem a Comarca.

 

Na portaria, o Promotor de Justiça Paulo Alexandre Rodrigues de Siqueira requisita a realização de diligências com a finalidade de inspecionar as delegacias, o envio de informações, por parte da Secretaria de Segurança Pública, sobre quantitativo de servidores lotados, condições físicas e estruturais dos prédios, além de informações sobre a possibilidade de nomeação imediata de pessoal para trabalhar na Delegacia Regional de Araguaína e instalação de novas delegacias especializadas (Central de Flagrantes, Delegacia Especializada em Homicídios, Delegacia de Furtos e Roubos, Delegacia de Captura e Crimes Cibernéticos e Delegacia Especializada em Tóxicos).

Denise Soares - 23/06/2015
Leia mais: AraguaínaMPEPolícia

COMENTÁRIOS

 Nome:
 E-mail:
 Texto:
Comentários (0)
  • Nenhum comentário publicado.