Seciju inicia fase da 2ª Temporada da operação Lockdown no Sistema Penal

Com o objetivo de preservar a saúde dos servidores e das pessoas privadas de liberdade, a Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju), por meio da Superintendência de Administração dos Sistemas Penitenciário e Prisional, prossegue os trabalhos desenvolvidos na II Temporada da Operação Lockdown. Período teve início no dia 24 de fevereiro e prossegue até o dia 24 de abril, caracteriza a segunda fase da operação, 16 unidades foram selecionadas para o recebimento de novos presos.

O superintendente do Sistema Penal tocantinense, Orleanes de Sousa, explicou que, paralelo às atividades da Operação Lockdown, também foram aderidas ações preventivas em todas as unidades. “Além da limitação no recebimento de novos presos no Sistema, também estabelecemos o Plano de Ação para Contenção a Transmissão do Novo Coronavírus, com trabalhos pontuais de higienização e sanitização das unidades penais, uso obrigatório de máscara, realização de teste rápido e testes laboratoriais, suplementação alimentar, vacinação de H1N1 e estabelecemos protocolos sanitários”, disse.

Sobre a logística aderida para a execução da Operação Lockdown, o gerente de Administração e Operações dos Sistemas Penitenciário e Prisional, Bionor Vaz, explicou que todas as ações estão sendo feitas de forma responsável garantindo a segurança e o direito à saúde dos servidores e custodiados. “Ainda na primeira temporada da ação, em 2020, readequamos o número de regionais, aumentamos de cinco para oito, na configuração que abrange as unidades prisionais do Tocantins, isso favoreceu a Segurança Pública e também a execução da Operação".

Unidades Penais aptas

Nesta segunda fase da II Temporada da Operação Lockdown as unidades penais consideradas aptas para o recebimento de presos ingressos no Sistema são: Araguacema, Araguatins, Araguaína, Arraias, Colinas do Tocantins, Dianópolis, Guaraí, Gurupi, Miracema do Tocantins, Paraíso do Tocantins, Palmas, Tocantinópolis, e as unidades penais femininas de Babaçulândia, Pedro Afonso, Palmas e Talismã.

(Colaboração: Shara Rezende/ Governo do Tocantins)

 

Edição: Lenna Borges

Maria Gabriela/Governo do Tocantins - 03/03/2021

COMENTÁRIOS

 Nome:
 E-mail:
 Texto:
Comentários (0)
  • Nenhum comentário publicado.